Por Filipe Sousa 

 

Com estimativa de público de 12 mil pessoas em média, boa oferta de cursos e relatos positivos de expositores, feira superou expectativas e se firma no cenário de eventos local

 

 

Continuando com a proposta que teve início em 2017 de oferecer na cidade uma feira de artesanatos ampla e diversificada, a D.A. Produções e Eventos, com apoio de realização do CPP-Limeira, Shopping Nações e Prefeitura Municipal, organizou entre os dias 03 e 05 de maio, na área de exposições do Shopping Nações, a segunda edição da Limeira Artesanatos. O evento contou com 90 expositores de 31 cidades, a maioria do estado de São Paulo, no entanto a feira também recebeu participantes dos estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro e do Paraná. Em 2017 o projeto contou com 87 expositores. Artesanatos dos mais variados, entre insumos, peças prontas e itens para o Dia das Mães, compuseram o robusto mix de produtos oferecidos.

Ao longo dos três dias a feira ofertou 31 cursos e oficinas, a maioria gratuitos e, assim, proporcionou ao público mais comodidade. Magnólia Langge, do estande da Perfumaria Kálamos, de Limeira, participou do evento em 2017 e, em 2018, não só expôs como também ministrou cursos gratuitos nos quais ensinou a fazer home spray, sachês perfumados e água para lençol. “Neste ano foi melhor, pois tive a oportunidade de aplicar as oficinas e, também, de vender as matérias-primas, tanto que acabou e precisei correr e buscar para ter mais à disposição. Foi uma experiência diferente e interessante a de vender os itens prontos e, também, dar cursos e vender materiais”, disse Magnólia que, no evento anterior, estreou em feiras.

Magnólia participou do evento em 2017 apenas como expositora. Em 2018 ela também aplicou cursos.

Outro expositor que encerrou o terceiro e último dia de feira compartilhando relatos positivos foi Edson Pavan, de Monte Mor (SP). Pavan já havia participado de feiras festivas em municípios e gastronômicas, mas nunca de um evento com foco 100% artesanal. Ele produz cachaças artesanais e atraiu a atenção de boa parte do público. “Comecei o evento apreensivo, justamente pelo foco ser diferente dos que costumo estar, mas me surpreendi. As mulheres, maioria por aqui, gostaram muito e várias compraram para presentear os maridos”, afirmou Edson Pavan.

Edson Pavan de Monte Mor (SP) relatou que seu produto, as cachaças artesanais, tiveram boa aceitação.

Elton Moura, de São Paulo (SP), responsável pelo estande da Nikkei Máquinas, especializado em máquinas e itens para patchwork, alegou ter superado expectativas. “Foi um grande evento para nós, superou minhas expectativas. As bases de corte, mini ferros e mini tábuas, entre uma série de outros produtos ligados ao patchwork, têm muita procura. O bom atendimento que realizamos e o pós-venda, atrelado ao bom preço, são fatores que contribuem para o nosso sucesso em feiras e já estamos reservados para voltar aqui em 2019”, disse Elton Moura.

Elton Moura da Nikkei Máquinas. “Evento superou minhas expectativas”.

Público

Dezenas de caravanas estiveram no evento. Houve registros de grupos que vieram das cidades paulistas de Campinas, São Carlos, Porto Ferreira, São José dos Campos, São José do Rio Preto, Ribeirão Preto, Araraquara, Matão, Tatuí, Aguaí, São João da Boa Vista, Barretos, Santos, São Paulo, Pirassununga, entre outras. Também chamou a atenção uma caravana da cidade de Andradas (Sul de Minas Gerais). A organização também identificou visitantes de cidades vizinhas que não vieram com caravanas, tal como Ilara Mendonça de Rio Claro (SP). “Eu gosto muito de artesanato e sempre tem novidade em feiras. Aproveitei e comprei suportes para linhas e alguns tecidos”, declarou Ilara. Verônica Dias, que veio de São Carlos (SP) com caravana, nunca havia estado em Limeira antes. “Agora conheço Limeira devido ao evento. Eu trabalho com patchwork e os preços estão melhores do que na minha cidade”, contou. Já a limeirense Regiane Cristina Candido usa mais o feltro em suas peças, ela ainda afirmou que “adora” as feiras organizadas pela D.A. “Venho em todas as feiras. Seja a de patchwork ou esta de artesanatos, não perco uma. O prazer de olhar os itens e artigos é um outro ponto que me motiva a estar aqui também. Estas feiras acabam se tornando referências ao meu hobbie”, afirmou.

Ilara veio de Rio Claro (SP).
Verônica veio de São Carlos (SP).
Regiane é de Limeira mesmo e disse ter gostado do evento. 

Cruzamento de dados envolvendo números fornecidos pelo Shopping Nações e métricas de avaliação da própria D.A. Eventos estimam que o público médio alcançado pela feira foi de aproximadamente 12 mil pessoas durante os três dias, outro ponto que fortalece ainda mais o projeto e o consolida como mais um grande evento na cidade.

Limeira Patchwork

Também de realização da D.A. Produções e Eventos a nona edição da Limeira Patchwork acontecerá nos dias 13, 14 e 15 de setembro, das 12h às 19h, igualmente no Shopping Nações com entrada franca e estacionamento gratuito.

Limeira Patchwork em Ribeirão

Com o objetivo de levar o patchwork, e todas as coisas boas que este artesanato proporciona, a um número cada vez maior de pessoas, a D.A. Produções e Eventos informa que nos dias 11, 12 e 13 de outubro, das 12h às 19h em Ribeirão Preto (SP), no Centro de Eventos do Ribeirão Shopping, vai organizar a feira Limeira Patchwork Em Ribeirão, oportunidade a todos que se dedicam ao patchwork na cidade e região. Mais informações pelo e-mail: feiras.limeira@daeventos.com.br, telefones: 19 – 3713 4548, 3713 4549 ou 3702 0299.

 

Confira algumas fotos: 

 

 

 

 

::: Veja todas as fotos pelo link a seguir >> clique aqui << 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *